Arquivo do mês: janeiro 2008

Segunda, dia 21 de Janeiro – Oficialmente o dia mais depressivo do ano.

outono2.jpg

Na Irlanda: fui comunicada que a segunda-feira passada é considerada o dia mais depressivo do ano. Mas como assim? E isso é comemorado? Todas as estações de rádio falando sobre isso. Explicações diversas: costuma ser o dia mais frio e chuvoso do ano, não se tem nada pra se fazer depois das festividades natalinas e de fim de ano, as contas do que você gastou a mais no cartão de credito no espírito natalino estão chegando e o dinheiro acabando.

No Brasil: sol de rachar, Carnaval chegando, praia todo fim de semana… Ah, o verão! Não agüento mais entrar no MSN e esse povo escrevendo na mensagem pessoal coisas do tipo: “Carnaval em Salvador!”, “Praia hoje”, “Chicletao!”. Mereço? Eu aqui no frio e esse povo tirando onda com a minha cara!

Cheguei aqui no verão e era tudo lindo (ou quase tudo). É realmente lindo o dia amanhecer às 5h da manha e só escurecer às 22h. Magnífico! Todos deveriam ter essa experiência. Mas agora, chega 4h da tarde e já estou acendendo as luzes da casa! Amanhece umas 7:30 da manha, e olhe que estamos no horário de inverno, onde eles atrasam uma hora no relógio, se não, só iria amanhecer às 8:30 da manha.

Sim, desculpe irlandeses quando eu disse que vocês dormiam demais… a maioria das pessoas aqui só sai da cama 8h ou 9h. Mas pra que acordar cedo? Nessa escuridão? Eu mesmo já me acostumei (e como…).

Sabe, é lindo ver a transformação da natureza, aquilo que aprendemos na escola – primavera, verão, outono e inverno – o que não tem muita diferença pra quem é de Minas ou Bahia. Dependendo da estação chove mais ou fica mais seco… da uma friagenzinha, mas nada de transformações megalomaníacas. Ver as folhas caindo no outono (foto acima) é um espetáculo. O chão parece um cobertor dourado, com as folhas amarelinhas no chão. Depois vem a arvore seca, tadinha… mas a grama continua verdiiinha.

Quanto ao inverno, acho que estou tendo sorte, com o azar que tive no verão. É esse ultimo verão foi bem atípico, mais frio que o usual como podem conferir nas minhas primeiras impressões do clima irlandês em https://carollima.wordpress.com/2007/06/04/dublin-40%c2%ba/. É, estou viva no inverno irlandês e tomo banho todo dia. Um basta. E esse inverno parece estar um pouco atípico também, para minha sorte. Ou seja, verão frio e inverno (relativamente) quente. Tem vezes que dá quatro graus e está um clima legal (entenda legal como saindo de cachecol e só um casaco, sem bota especial). Mas às vezes dá 9 graus e fica um absurdo de frio. O Jim (patriarca da família que moro) já me explicou: depende da direção do vento. Tenho que por a mão do lado de fora da casa e sentir se está vindo de cima pra baixo ou de baixo pra cima. Aí vou saber se lá fora está petrificante ou não, mesmo meu computador me informando que está sol e 14 graus.

E agora eu entendo aqueles filmes americanos que o povo sai de casaco, terno pra trabalhar com um dia azul e ensolarado. O sol não esquenta nada! Tudo bem que na sombra é pior, mas não pense que vai sentir calor no sol. Agora também entendo quando aparece aquele pessoal malhado ou fazendo cooper nas serie de TV de moletom, blusa de manga comprida. Não é pra suar mais não, é o frio mesmo.

Há sistema de aquecimento na casa que, infelizmente, só é ligado à noite umas 19h e desligado umas 23h. Um terror! Se eu acordo de noite, sinto um frinhoziiiinho… e de manha? Pra sair da cama? Tudo bem, agora eu tenho um aquecedor extra no meu quarto que eu comando!

O engraçado também que as pessoas vivem de sapato fechado aqui, desde que acordam. Eu ponho minhas Havaianas e uma meia de dedinho ou minhas pantufas, mas os meninos aqui já acordam com tênis. Um dia, a Sheelagh (a matriarca da família) me chamou pra dar uma volta no parque e eu estava indo de sandália, estava agradável lá fora. Ela deu uma olhada pro meu pé, tipo pensando: “Que menina louca! Sair com os pés desprotegidos!”. Saquei logo e fui por meu tênis.

É, vivendo a aprendendo… pensei que fosse morrer de frio, mas morrer meeeesmo, mas já estou bem. Não chego a sentir calor, obvio, aí já seria insanidade!

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em Querido Diario, Uncategorized

Frase da Semana

“Voce sabe a pior consequencia do cigarro? Se voce tem um bebe e fuma, algo em torno de 50% dos bebes morrem” – Eoin, 6 anos – COM ESSAS EXATAS PALAVRAS, o amado (tive que mudar a palavra, palavras negativas atraem coisas negativas) que eu tomo conta me contou isso, do nada. Tu acredita? Bem, se a estatista estah certa ou nao, eu nao sei. Mas espero que ele seja menos um dos irlandeses que fumam. E eles fumam muito.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized